Dr. Eduardo Sauter | NINFOPLASTIA
15812
post-template-default,single,single-post,postid-15812,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,paspartu_enabled,paspartu_on_bottom_fixed,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

NINFOPLASTIA

NINFOPLASTIA

A cirurgia plástica íntima se torna necessária quando há o aumento dos pequenos lábios por questões congênitas ou adquiridas, causando um desconforto estético, funcional e emocional.

Na maioria dos casos, as intervenções têm finalidade puramente estética e são buscadas por indivíduos que querem se livrar de inseguranças sobre a aparência da genitália e melhorar a qualidade da vida sexual.

PROCEDIMENTOS QUE PODEM ACOMPANHAR A NINFOPLASTIA:

 

  • Labioplastia ou redução dos pequenos lábios
  • Preenchimento dos grandes lábios para aumento ou correção da flacidez
  • Redução dos grandes lábios
  • Diminuição do clítóris (da pele que cobre o clitóris) e/ou levantamento do clítoris quando esse sofre queda com o passar do tempo ou pelo excesso de pele
  • Lipoaspiração do excesso de gordura no púbis
  • Procedimentos de clareamento da pele na genitália
  • Cirurgia para harmonização íntima: nesse caso são combinadas diversas das técnicas acima afim de se obter um resultado mais completo.

 

FATORES QUE PODEM CAUSAR ALTERAÇÃO ESTÉTICA E FUNCIONAL NAS PARTES ÍNTIMAS FEMININAS:

 

  • Idade
  • Menopausa ou alterações hormonais
  • Mudanças bruscas de peso com acumulo ou perda de gordura na região íntima
  • Gravidez
  • Genética

 

Existem várias técnicas de cirurgia plástica íntima feminina. A técnica escolhida pelo cirurgião plástico será aquela que poderá corrigir as alterações em cada caso. Muitas vezes, a associação de várias técnicas cirúrgicas de ninfoplastia pode ser a que proporciona melhores resultados.

Um exemplo claro, e diferentemente dos fatores  anteriores seria a  vaginoplastia, ou estreitamento do canal vaginal, que consiste em uma cirurgia com caráter mais funcional do que estético. Pode ser feita por mulheres que tiveram alterações da vagina decorrentes de um parto problemático ou para corrigir problemas como a bexiga caída.

A NINFOPLASTIA PODE INTERFERIR NUMA FUTURA GRAVIDEZ?

Não. A cirurgia é feita em sua maior parte na região externa da genitália feminina não causando qualquer tipo de interferência em futuras gestações.

 

COMO É REALIZADA A ANESTESIA?

 

Dúvidas sobre anestesia em cirurgia plástica sempre são muito comuns. A cirurgia é feita com anestesia local ou local com sedação dependendo do caso e da preferência de cada paciente.

 

QUAL É O PREPARO E O PÓS-OPERATÓRIO?

 

Cada cirurgia tem um pós-operatório peculiar. Em termos gerais, no pré-operatório não vede tomar anticoagulantes, deve depila a região genital. No pós-operatório, evitar anticoagulantes, banhos muito quentes e demorados, assim como qualquer exercício por 21 dias. Relações sexuais evitar por 30 dias. A maioria das cirurgias íntimas podem retornar ao trabalho de escritório em 3 dias.

 

É POSSÍVEL A ASSOCIAÇÃO DE CIRURGIAS ÍNTIMAS A OUTROS PROCEDIMENTOS?

Primeiramente, é importante lembrar que temos os seguintes tipos de cirurgias plásticas íntimas: a cirurgia de redução do monte de Vênus, a cirurgia de redução dos pequenos lábios vaginais (também chamada de ninfoplastia ou labioplastia) e a cirurgia para o tratamento da flacidez dos grandes lábios vaginais.

Ambos os três procedimentos são de baixa complexidade, em outras palavras, são cirurgias relativamente simples. As cirurgias duram em média 40 minutos, são realizadas com anestesia local (podendo associar sedação), e a paciente tem alta no mesmo dia.

Sendo assim, é possível sim associar dois tipos de cirurgia íntima em um mesmo procedimento cirúrgico. Por exemplo, é possível realizar a redução do monte de vênus e a redução dos pequenos ou dos grandes lábios vaginais de maneira conjunta. A associação mais frequente é a ninfoplastia com a lipoaspiração do monte de Vênus, seguida da lipoaspiração do monte de Vênus com enxerto de gordura nos grandes lábios vaginais.

Claro que, no caso de uma associação, o tempo de cirurgia se torna um maior e os cuidados durante a recuperação também devem ser maiores.

 

QUAL O PROFISSIONAL ADEQUADO PARA REALIZAR A ASSOCIAÇÃO DE CIRURGIAS ÍNTIMAS?

As cirurgias plásticas íntimas exigem um conhecimento específico, pois a área íntima é uma região delicada que possui algumas particularidades. Dessa forma, o melhor profissional para realizar esse tipo de procedimento, ou a associação deles, é um cirurgião plástico que possua experiência nessa área.

Também é fundamental buscar por um cirurgião plástico que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Sempre ressaltamos esse fator, pois é uma garantia de que você estará nas mãos de um médico qualificado e com formação adequada para exercer a função.



0
Conectando
Por favor Aguarde...
Envie uma mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Deixe um recado.

* Nome
* E-mail
* Descreva suas duvidas
Conecte-se agora

Precisa quais são suas dúvidas?

* Nome
* E-mail
* Quais suas dúvidas
Estamos online!
Comentários

Ajude-nos a ajudá-lo melhor! Não hesite em nos deixar qualquer comentário adicional.

Como você avalia nosso suporte?